Atendimento 24h - 0800 007 4141
Voltar

Blog


Giárdia

A Giárdia é um protozoário que vive no intestino de vários animais, inclusive do homem. A infecção por Giárdia é chamada de giardíase. Trata-se de uma doença importante que pode gerar complicações e danos à saúde de animais (principalmente cães e gatos) e nos seres humanos, sendo assim classificada como uma zoonose.

Quais são os principais sintomas em cães e gatos?

A maioria das infecções por Giárdia pode não apresentar sintomas. Porém os sinais clínicos mais comuns são:

Diarreia;
Falta de apetite;
Vômitos;
Sensibilidade abdominal;
Desidratação;
Fraqueza.
Uma das principais dificuldades em identificar a giardíase em cães e gatos é que ela se manifesta principalmente através da diarreia. Por isso, é comum que seja confundida com doenças de menor gravidade, o que contribui para a evolução do quadro.

 
Giárdia de cães pode infectar as pessoas?

Há muitas espécies de Giárdia e não se sabe ainda se a Giardia Canis infecta também as pessoas. Algumas infecções em humanos podem estar relacionadas a infecções em animais domésticos e selvagens. Na dúvida, devemos considerar que existe sim essa possibilidade. A maior fonte de infecção no homem provém de águas contaminadas. A contaminação dos mananciais urbanos com Giárdia é geralmente atribuída ao esgoto doméstico. Em zonas rurais, animais domésticos e selvagens podem causar a contaminação de mananciais.

 


O que fazer para prevenir a giárdia?

A giárdia entra no organismo através da ingestão de algo contaminado. O animal pode contrair a doença ao ingerir fezes infectadas. Beber água ou ingerir algo do solo contaminado, como grama. Como os cachorros adoram cheirar, lamber e comer coisas, é preciso ter muito cuidado para evitar o contágio.

Por isso algumas medidas de higiene podem ser de grande ajuda na profilaxia giardíase. Veja algumas dicas:

Nunca deixe seu pet cheirar ou lamber as fezes de outros animais na rua, principalmente em locais úmidos onde o parasita é mais resistente;
Evite que seu animalzinhho tenha contato com animais desconhecidos;
Mantenha o ambiente em que seus pets comem sempre limpo;
A higiene dos animais também é importante, como: banhos, tosa higiênica e a limpeza das patas;
Dê somente água filtrada para o pet;
A vacina da giárdia é uma opção e pode ser dada de acordo com protocolo do seu Medico Veterinário;
Faça visitas regulares ao veterinário com seu pet. Entre outros cuidados, ele poderá recomendar vermífugos a cada 4 ou 6 meses.

 

 


Qual a base do tratamento nos animais?

Por se tratar de uma zoonose, todo animal positivo ou suspeito de giardíase deve ser tratado. O tratamento deve ser baseado sempre no tripé Tratamento oral para eliminar o parasita do intestino, Desinfecção do ambiente para eliminar o parasita do ambiente e Limpeza do Animal com banhos para eliminar o parasita do pelo e da pele do animal. Mesmo que o animal não tenha os sintomas da doença, ele deve ser tratado pois pode infectar pessoas, ou outros animais. E quanto mais a doença progride sem tratamento, maior a chance de a doença evoluir. Procure ajuda do seu Médico Veterinário de confiança o quanto antes!


Cadastrado em: 15/06/2019

Matriz Salgueiro PE

Rua Francisco de Sá, 111
Santo Antônio - PE
Telefone: (87) 3871-1183

Promoção SAF Premiado

Certificado de Autorização
Regulamento

Polo Petrolina PE

Avenida das Naçoes, 131
Centro - PE
Telefone: (87) 3861-2956

Polo Feira de Santana BA

Centro de velório Noide Ferreira
de Cerqueira, 4044, Bairro Sim
Telefone: (75) 3626-0585

Polo Paulo Afonso BA

Avenida Otaviano Leandro
de Morais, 641B, Centro - BA
Telefone: (75) 3281-9852
Copyright© 2019 - Rede SAF Todos os Direitos Reservados